DIRETAS JÁ!

DIRETAS JÁ!

segunda-feira, 31 de outubro de 2016

“UM CONVITE A UTOPIA”


“Vamos Utopiar?” Esse é o convite (eu diria uma convocação) que nos fazem os editores do Projeto “UM CONVITE A UTOPIA”. Cidoval Moraes, que organiza o primeiro volume e é um dos seus editores, nos diz: “Há quase um ano fiz um convite a todos para uma insurgência – “Utopiar”. O convite permanece aberto, com uma novidade: já temos o primeiro produto das reações que recebemos de insurgentes de diferentes lugares, e que tenho a alegria de compartilhar com vocês”.

Para celebrar o surgimento de tão interessante produto coletivo, teremos seu lançamento oficial na Paraíba no próximo dia 04/11/2016 (sexta-feira) no auditório da Biblioteca Central da Universidade Estadual da Paraíba, no Campus de Campina Grande, às 14 horas. O lançamento do Projeto Convite à Utopia contará com uma palestra do professor Adalmir Leonídio (USP), um dos autores do Volume 1. O tema da palestra será “Utopias para um mundo melhor”.

O projeto foi concebido para acesso público e gratuito. Por esta razão, este convite segue acompanhado de uma tarefa que os editores nos atribuem: o compartilhamento do texto para leitura crítica e discussão com pessoas, grupos, redes, movimentos que possam nos ajudar a disseminar o espírito “Utopiar”.




Abaixo temos uma nota técnica, a título introdutório, dos editores do projeto “UM CONVITE A UTOPIA”.


A coleção Um Convite à Utopia insere-se no contexto das comemorações dos 500 anos do lançamento do livro A Utopia (1516), de Thomas Morus. Trata-se de projeto editorial de natu­reza pública e coletiva, capitaneado pela Editora da Universidade Estadual da Paraíba (EDUEPB), com apoio da Associação Brasileira de Editoras Universitárias (ABEU) e uma série de insti­tuições acadêmicas, científicas e culturais nacionais e estrangeiras. Pretende-se, de um lado, resgatar obras/textos que marcaram a construção da utopia como um projeto de contraposição a um mundo injusto e desigual; e, de outro, estimular a atualização da utopia, a partir de construções inéditas e provocadoras, arti­culadas em uma rede de esperanças. A ideia é que cada autor ou coletivo de autores, a partir de seu lugar de vida/mundo, produza um ensaio instigante, recuperando a necessidade de des­pertar do sono profundo em que se encontra o espírito utópico. Contemplam-se contribuições envolvendo a utopia que discutam obras/autores clássicos e contemporâneos; problematizem o coti­diano, a cultura e a totalidade; reflitam sobre o meio ambiente e os territórios de vida, cidadania, ética, justiça, tolerância; revi­sitem a história, economia, política, filosofia, teologia e magia; em suma, comunguem das lutas abertas à esperança. Trabalha-se, por opção, com o conceito agência solidária. Autores, editores, técnicos, distribuidores, apoiadores, divulgadores, enfim, todos se integram num propósito: colaborar, com ações criativas, para que a obra alcance o maior número de pessoas, ao menor custo possível. Cada volume será disponibilizado nas versões impressa e eletrônica e, com a contribuição dos associados e parceiros, tem-se por certo a constituição de uma grande rede de popularização e apropriação social deste Convite, no Brasil e no mundo. É um projeto aberto que enseja captar desejos, sonhos e movimentos em razão de um mundo novo; vontades e capacidades inequí­vocas de pensar e agir; uma práxis coletiva que contribua para eliminar, de vez, as sombras que têm ameaçado o amanhecer, particularmente, na América Latina. Que este Convite se pro­jete como uma força mobilizadora das energias emancipatórias da humanidade.
Os Editores

Nenhum comentário:

GilBlog - Arquivo

ÚLTIMO ARTIGO PUBLICADO

ÚLTIMO ARTIGO PUBLICADO
Este foi um dos últimos artigos que publiquei: “SOMOS TODOS UM BANDO DE ARAMIS". Neste artigo analiso porque somos avessos à consolidação de nossa democracia. Discuto a contradição de praticarmos procedimentos democráticos enquanto cevamos um ancestral saudosismo de nosso passado ditatorial. Sugiro refletirmos sobre o paradoxo de parte da sociedade usar a liberdade de expressão para pedir um regime que pode acabar com ela. http://www.paraibaonline.com.br/colunista/santos/9920-somos-todos-um-bando-de-aramis---parte-i.html

OBRAS DE ARTE EM FORMA DE VINIL

OBRAS DE ARTE EM FORMA DE VINIL
Este é o primeiro disco do Pink Floyd. Já começou assim mesmo: psicodelizado, distorcido, viajadão, cheio de efeitos! É daqueles discos para ouvir vez por outra acompanhado de algo que te dê alguma distorção mental. Aliás, o Floyd começou muito bom, esteve uma época fantástico, e terminou bom! Neste disco temos Syd Barret com Roger Waters, Rick Wright e Nicky Mason, sem David Gilmour, ainda.

Postagens populares

Total de visualizações de página

Seguidores

Google+ Followers