segunda-feira, 14 de maio de 2012

TATIANA X ROMERO - ESTE SERÁ O VERDADEIRO EMBATE?


O debate iniciou com os dois candidatos tendo que responder quais as prioridades que o futuro prefeito de Campina Grande deve ter a partir de 2013.


Romero Rodrigues disse que se deve dar atenção especial as áreas de saúde, educação e infraestrutura da cidade, detidamente a questão da limpeza pública. Disse que a infraestrutura de Campina Grande é deficitária; que é preciso dar mais ênfase aos cuidados da saúde básica e aos servidores da saúde campinenses. Ele iniciou com o discurso de quem é oposicionista, fazendo críticas, mas foi comedido, como é de seu estilo. Aproveitou para fazer propostas e promessas, para que não se tenha dúvidas que é candidato.


Tatiana Medeiros iniciou destacando a infraestrutura, em especial habitação e urbanização. Citou, também, políticas de geração de emprego e renda. Sendo a candidata da situação, Tatiana fez questão de dizer que iria mostrar o que vem sendo feito pelo governo municipal. Foi por isso que ela elegeu como seu terceiro tema a questão da ampliação das conquistas sociais da saúde e de educação acontecidas no governo Veneziano. E não seria diferente, pois Tatiana está no governo Veneziano desde 2005, e é exclusivamente por isso que ela é candidata a prefeita de Campina Grande.


Eles demonstraram que estam se preparando para a campanha. Trouxeram na ponta da língua os temas propostos para a discussão. Os candidatos debateram abertamente e com respeito. Não se pediu um único direito de resposta e o mediador (Arquimedes de Castro) não intercedeu em nenhum momento.


Como seguiam orientações da justiça eleitoral e de seus assessores, os candidatos evitaram serem contundentes. Talvez isso os tenha deixado intimidados, mas nada que o andamento da campanha não resolva. O debate serviu para deixar claro a personalidade e o modo de agir de cada candidato. Romero segue a linha da moderação. Tatiana é mais afeita ao enfrentamento. Inclusive, partiu dela as ações e reações de enfrentamento. Mas, ela mesma foi moderada. Talvez pelo fato de ainda não ter passado pelo crivo da convenção partidária.


Quanto à politica pública de destinação de resíduos sólidos, como tratar, armazenar e reciclar o lixo que se produz, os candidatos discordaram em um ponto apenas. Sobre a questão do aterro sanitário de Puxinanã. Tatiana defendeu e Romero foi contra. Temos, então, duas verdades. O eleitor decidirá em qual acreditar.


Mas, sobre a lei que estabelece agosto como prazo final para que cada município tenha legislação própria sobre o tema, os candidatos não falaram. Eles não tem claro como agir para, se eleitos, implementarem a lei e agirem de um modo que ela possa ser cumprida. Nos próximos debates isso deve ser explicitado por ambos os lados.


O debate teve o momento “pegadinha”, quando Tatiana perguntou a Romero sobre a questão da logística reversa dentro do plano nacional se resíduos sólidos. A estratégia é conhecida. O candidato A traz uma pergunta técnica na esperança de que o candidato B não saiba responder para que A aponte as fraquezas de B. Mesmo gaguejando um pouco, Romero soube explicar o que é a tal logística reversa. Os candidatos ainda vão entender que certas perguntas não são propositivas.


Ambos demonstraram conhecimento e que podem vir a fazer grandes debates propositivos e reflexivos. Fizeram um bom ensaio sábado, aguardemos as apresentações de verdade.

GilBlog - Arquivo

MUSEU DE GRANDES NOVIDADES

MUSEU DE GRANDES NOVIDADES
Este é o "museu de grandes novidades" do qual nos falava Cazuza. Ante-sala do gabinete do Reitor da Universidade Estadual da Paraíba, Campina Grande.

Siga-me por Email

Total de visualizações de página

Seguidores

Google+ Followers

Marcadores